Quinta-feira, 16 de Setembro de 2021
ESCOLHA UMA EMISSORA
Rádio
Ativa
Rádio
Caibaté
Rádio
Navegantes

Música Gaúcha perde Miguel Bicca

Publicado em 22/07/2021 07:11:12
MÍDIA PATROCINADA
MÍDIA PATROCINADA
MÍDIA PATROCINADA

O Rio Grande do Sul perdeu na manhã gelada desta quarta-feira, dia 21 de julho, o cantor e compositor Miguel Bicca.

Ele faleceu aos 80 anos, em São Borja, vítima de um câncer. Ele foi fundador do Festival da Barranca de São Borja e também teve destacada participação em Os Angüeras – Grupo Amador de Arte, com as clássicas “Cantiga de rio e remo”, “Rio de infância” e “João Campeiro”.

Miguel Bicca nasceu em Cachoeira do Sul, na Costa do Jacuí, em 1º de janeiro de 1941. Aos 18 anos mudou-se com a família para São Borja. Vencedor de vários festivais, como Tertúlia e Sinuelo da Canção, em 1979 editou o livro Estradeiro, pela Editora Tchê. Entre os discos gravou Costeiro, em vinil, e remasterizado em CD; e Meus Rios e Veredas.

Nos últimos anos, seu principal parceiro nas composições foi Sabani Felipe de Souza, com quem lançou o CD Paleteando. Autor de músicas consagradas como Rios e Rumos, Viramato, Janaína, Barco Perdido.

...............

O GUASSUPIANO (Miguel Bicca)

Arruma as tralhas, meu irmão, e te preparas.
Põe na mochila canha, mate e violão.
Deixa a tristeza nos limites da cidade.
E, vem lavar no Guassupi teu coração.

Abre teu peito, descarrega alguma mágoa.
Atira na água o que não queres carregar.
E então verás, que no convívio "guassupiano",
Valeu à pena envelhecer pra remoçar.

Abraça os filhos, dá um beijo em tua amada.
Porque os amados com certeza voltarão.
Retemperados de esperança e de saudades.
Com a alma aberta e mais amor no coração.

Arruma as tralhas, meu irmão, e te preparas.
Põe na mochila canha, mate e violão.
Deixa a tristeza nos limites da cidade.
E, vem lavar no Guassupi teu coração.

Abre teu peito, descarrega alguma mágoa.
Atira na água o que não queres carregar.
E então verás, que no convívio "guassupiano",
Valeu à pena envelhecer pra remoçar.

Abraça os filhos, dá um beijo em tua amada.
Porque os amados com certeza voltarão.
Retemperados de esperança e de saudades.
Com a alma aberta e mais amor no coração.

Miguel Bicca